Somente no ano de 2019, quase 40 mil organizações do terceiro setor foram fechadas no Brasil, entidades tão importantes no combate à marginalidade e opressão a que estão submetidas milhares de pessoas em nossa sociedade. 

Pensando nesse cenário foi criado o Conselho do Povo Brasileiro (CPB), uma ONG que tem como objetivo engajar a população brasileira nas pautas fundamentais para o país e promover direitos humanos e sociais no Brasil. A organização também apoia outros projetos sociais e empresas do empreendedorismo social, por meio de consultoria, apoio administrativo e de marketing, com foco no desenvolvimento e na evolução dessas iniciativas. 

Conheça mais sobre o CPB nessa entrevista com o seu fundador, Raphael América.

  • Como surgiu o Conselho do Povo Brasileiro (CPB)?

R: Comecei o CPB porque acredito que todos e todas precisamos ter sua voz escutada. O país não pode ser governado somente pelo Presidente, demais políticos e organizações privadas. O governo deve ser liderado e dirigido pela voz do povo. A nossa participação não pode acontecer apenas nas eleições a cada 4 anos, ela precisa ser constante e no dia a dia. A ideia é que conselheiros da própria sociedade possam protagonizar mudanças efetivas no país, a partir das vontades e sonhos das pessoas. O nosso maior objetivo é que o povo tenha mais influência que o próprio Presidente do país.

  • Qual a missão da CPB?

A missão da CPB é produzir recursos humanos e financeiros para o desenvolvimento de projetos e o empoderamento de pessoas, no Brasil e no mundo, além de incentivar a troca de experiências e conhecimentos com o público.

Um dos objetivos da CPB é gerenciar indiretamente outras organizações, projetos sociais e empresas do empreendedorismo social (setor 2.5), por meio de apoio administrativo e de marketing. Isso porque, muitas destas organizações precisam de orientação em diversas áreas, como a captação de recursos, o desenvolvimento da identidade visual, o engajamento com o público e parceiros, e a criação de ações efetivas de mudança para a sociedade, para se desenvolverem e se manterem ativas.

Também trabalhamos com a captação de recursos em geral, por meio de comércios solidários e outras ações, de forma a gerar um fundo de caixa do CPB, que será repassado para outras ONGs e projetos sociais.

  • Qual é a importância da participação da sociedade nas mudanças que  Brasil precisa?

R: Acreditamos que é fundamental, e por isso estamos desenvolvendo o projeto “Conselheiros da CPB”. Nove conselheiros serão eleitos pelo público cadastrado no aplicativo da ONG (a ser lançado em breve), e iremos discutir, analisar e propor mudanças conjuntamente para o nosso país, de acordo com as necessidades expressas pelas pessoas e tendo como base a promoção dos direitos humanos e da cidadania. 

Ao indicar um ou mais potenciais conselheiros você estará contribuindo para a construção desta iniciativa, por isso nós convidamos a todos a se juntarem a este projeto! O objetivo é atender às demandas enviadas pelos cidadãos/ãs brasileiras, espectadores e votantes do CPB. Em breve, todos poderão votar nos candidatos/as, nas ações, nas enquetes e no direcionamento das doações do fundo de caixa da CPB para outras ONGs, Projetos, Causas e Pessoas no Brasil, que precisam de ajuda!

  • Como o público poderá eleger esses conselheiros?

R: Primeiro as pessoas vão indicar conselheiros, de preferência, profissionais em alguma área relacionada aos nossos campos de atuação, como: educação, direitos humanos, política, saúde. É desejável que seja uma pessoa com desenvoltura para construir pautas e debater com os outros conselheiros os assuntos de grande valor para a população e para o CPB. Precisamos que os e as conselheiras sejam ativos e estejam focados nas demandas do povo.

Depois de receber todas as indicações, faremos contato com os indicados para verificar a disponibilidade deles, caso sejam um dos 9 conselheiros escolhidos pelo povo. Iremos apresentar esses candidatos que toparam o desafio em uma página online, com a foto e a biografia dos mesmos. Haverá um botão disponível para cada um ser votado. Os eleitos e eleitas serão os conselheiros, e irão receber a agenda de compromissos da CPB, as demandas do povo e as ações a serem iniciadas. Assim, eles trabalharão através das nossas redes sociais, plataformas de vídeo, como o YouTube, e também offline ou ao vivo.

Para votar, o cidadão deverá se cadastrar no aplicativo do CPB com seu documento de identidade, biometria e senha para poder garantir a sua privacidade e a não manipulação do seu voto. Também faremos lives dentro do aplicativo, para votação em tempo real, evitando fraudes e ilegalidades nos resultados.

  • Quem e quais organizações podem se juntar à CPB?

R: As nossas estratégias têm foco na escolha e na atuação dos conselheiros que são representantes da voz do povo, e recebem as demandas do mesmo. Nosso foco também é o apoio gerencial e administrativo às ongs e projetos sociais parceiros cadastrados, e a mobilização de recursos para suprir e beneficiar o máximo de pessoas, causas, projetos e de organizações possível, nas mais diversas esferas que as envolvem, como a familiar (desde a família unipessoal), a saúde e a financeira.

  • Quais são as estratégias e ações da ONG CPB para promover de fato mudanças sociais e políticas no nosso país?

R: As nossas estratégias têm foco na escolha e na atuação dos conselheiros que são representantes do povo e recebem as demandas diretamente. Nosso foco também é o apoio gerencial e administrativo às ongs e projetos sociais parceiros e a mobilização de recursos para suprir e beneficiar o máximo de pessoas, causas, projetos e de organizações possível.

  •  Quais são os canais de relacionamento da ONG CPB com o público?

R: Os principais canais de relacionamento com a ONG são o WhatsApp, o nosso website e o aplicativo da CPB, onde a pessoa poderá votar em tempo real. Este terá recursos de segurança para evitar fraudes e invasões de hackers.

Inscreva-se ou indique uma pessoa para os 9 conselheiros em: info@ongcpb.org, no WhatsApp ou por este link.

Sua voz e seu voto são fundamentais! Sem você nenhuma decisão pode ser tomada! Junte-se a nós!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui